Você está aqui: Página Inicial / Pós-Graduação / Mestrados / Perguntas Frequentes

Perguntas Frequentes

Como fazer a entrega da dissertação para defesa?

Acesse aqui as orientações para entrega da dissertação para defesa.
Processo de defesa sem relator.
Processo de defesa com relator.
Acesse o modelo de dissertação (páginas iniciais).
Acesse orientações para dissertação no formato de artigo.

Qual a diferença entre um Mestrado Profissional e o Mestrado Acadêmico?
A principal diferença entre um curso de mestrado profissional e um curso acadêmico está na importância da produção técnica. Os cursos de mestrado profissional devem estimular seus alunos a desenvolver trabalhos de conclusão que gerem um impacto social em curto ou médio prazo. Por isso, os mestres formados pelo PPG-RI devem apresentar processos ou produtos que possam ser utilizados no processo de reabilitação e/ou inclusão. São exemplos de processos e produtos que podem ser produzidos por mestrados profissionais: prestação de serviços (inclui serviço técnico, consultoria, serviço na área de saúde, avaliação de tecnologia em saúde, análise de situação epidemiológica, resultado de desempenho clínico), desenvolvimento de material didáticoe instrucional (inclui manuais, protocolos), desenvolvimento de produto (inclui aplicativos, protótipos, software, serviços de informação), desenvolvimento de técnica ou processo (inclui aperfeiçoamento de processos de produção, controle da produção e da qualidade, proposição e desenvolvimento de modelos de gestão, educacionais ou de assistência, testes e técnicas psicológicas), elaboração de projeto (inclui desenvolvimento de estudo de política de saúde e avaliação de políticas e programas), patentes, divulgação técnica e outros tipos de produção técnica considerados relevantes pelo Programa.

Quanto ao título de mestre e aos direitos, como concorrer em um concurso, não há nenhuma diferença. Para ser professor universitário, por exemplo, qualquer um dos tipos de mestrado é válido.

Como faço para trancar minha matrícula?
O aluno deverá encaminhar a solicitação de trancamento de matrícula à Secretaria de Pós Graduação com a anuência do orientador.

- O período máximo de trancamento da matrícula é de um semestre letivo;

- Será permitido ao aluno trancar matrícula até 2 (duas) vezes, desde que aprovado pelo Colegiado do Programa;

- Não há trancamento de matrícula antes da conclusão de uma das disciplinas obrigatórias e nem durante o período de vigência de prorrogação de prazo;

- Será concedida a prorrogação do prazo para integralização dos créditos e conclusão do Programa, ouvido o  Professor-orientador e com autorização do Colegiado do Programa. 

Quais as formas de ingresso no mestrado?
Existem duas formas de ingresso no Mestrado Profissional em Reabilitação e Inclusão: Aluno Regular ou Aluno Especial.

Aluno Regular

Para ingressar como aluno regular é necessário participar do processo seletivo, conforme edital de seleção que é tornado público no portal do Centro Universitário Metodista uma vez por ano. O processo seletivo dos candidatos inscritos é composto pelas seguintes etapas: produção textual a partir de tema proposto; avaliação da documentação solicitada no edital; entrevista individual com o candidato.

Aluno Especial

O ingresso como aluno especial poderá ocorrer a cada início de semestre letivo, após aprovação do pedido de ingresso pelo Colegiado do Programa. O aluno especial poderá matricular-se em até 02 (duas) disciplinas e sua matrícula não caracteriza vínculo formal com o Programa. O aluno especial deverá obter frequência e aproveitamento nas disciplinas cursadas e, caso opte por ingressar como aluno regular, após a aprovação no processo seletivo, obterá aproveitamento dos créditos cursados como aluno especial, bem como abatimento dos valores pagos pelas disciplinas cursadas no valor total do curso.

Como funciona o processo de matrícula?
A matrícula dos candidatos selecionados deverá realizar-se na Secretaria de Pós-Graduação após a divulgação dos resultados da seleção, conforme período de matrícula estabelecido e procedimentos descritos. Ocorrendo desistência entre os primeiros classificados, serão chamados os classificados em lista de espera para ocupar as vagas existentes. A matrícula é renovada semestralmente de forma presencial na Secretaria de Pós-Graduação, conforme período próprio divulgado no Calendário Acadêmico. O aluno deverá eleger dentre as disciplinas ofertadas aquelas que deseja cursar, de acordo com sua área de concentração e linha de pesquisa. 

Como funcionam as disciplinas, créditos e prazos?
A integralização do currículo do Programa será expressa em unidades de crédito, cada um correspondente a 15 (quinze) horas-aula. O aluno deve completar, no mínimo, 24 (vinte e quatro) créditos para o Mestrado, em atividades acadêmicas. Dos 24 (vinte e quatro) créditos a cursar, 12 (doze) representam as disciplinas obrigatórias e 12(doze) são referentes a disciplinas eletivas. A integralização dos créditos do PPG-RI e a apresentação do Trabalho Final deverão ocorrer, no máximo, em 24 meses. Ao final do primeiro ano, o aluno deverá realizar prova de qualificação do seu Projeto de Trabalho. 

Posso ser desligado do Programa?
Será desligado do Programa o aluno que: Obtiver nota inferior a 7,0 (sete) duas vezes na mesma disciplina; não cumprir os requisitos e os prazos máximos previstos para a conclusão do Mestrado Profissional.

Como se dá a avaliação e qual a frequência mínima exigida?
Os alunos do Programa são avaliados através da utilização nota de 0,0 (zero) a 10,0 (dez), conforme Regimento do Centro Universitário Metodista IPA. O aluno que obtiver no mínimo nota 7,0 (sete) e frequência mínima de 75% em qualquer disciplina, fará jus ao número de créditos atribuídos à mesma. O aluno que obtiver média final menor do que 7,0 (sete) e/ou freqüência mínima de 75% em qualquer disciplina, deverá repeti-la, constando no histórico escolar o conceito posteriormente obtido.