Você está aqui: Página Inicial / Jornalismo / Notícias / Estudante do IPA é destaque em prêmio de Jornalismo Ambiental

Estudante do IPA é destaque em prêmio de Jornalismo Ambiental

Estudante do IPA é destaque em prêmio de Jornalismo Ambiental

Bruno Dornelles*
*Da Multiverso Comunicação Integrada

Pelo segundo ano consecutivo, Vinícius Domingues é um dos vencedores do Prêmio José Lutzenberger. Com a reportagem “Riscos, processos e alternativas para o lixo eletroeletrônico”, publicada no Multiverso, o aluno de Jornalismo, conquistou o terceiro lugar. No ano passado, com a reportagem “Um novo olhar sobre o lixo”, ele também foi destaque no evento.

O acadêmico relata que o encanto pelo jornalismo ambiental surgiu com uma disciplina que cursou na faculdade. “Ao longo da cadeira foi me despertando o interesse. Dediquei-me bastante para produzir uma pauta bem legal e acabei gostando”, relata o estudante.

Em relação ao processo de escolha do tema da reportagem, o acadêmico diz que tudo ocorreu de forma muito natural, pois desde o ano passado já pesquisava sobre jornalismo ambiental atrás de temas e afins. Porém, ele diz que se deu conta do tema quando um dia, pesquisando através do celular pensou: “esse celular que está na minha mão daqui a pouco vai virar lixo. E o que as pessoas fazem com esse tipo de lixo? Onde elas descartam? Nós fomos educados para saber descartar de forma correta?”, questiona Vinicius.

Ele comenta que o foco principal da reportagem é trazer ao público dados sobre a produção do lixo eletroeletrônico e os riscos que esses resíduos oferecem para o meio ambiente e para os seres humanos. Salienta também, que procurou destacar a forma irregular que esse tipo de lixo é descartado e também mostrar algumas atitudes que podem contribuir para barrar o aumento dos danos. “Eu trouxe dados sobre a produção desse lixo eletroeletrônico no Brasil e no mundo e os riscos que eles oferecem”.

O estudante ressalta que conversou com um engenheiro ambiental da FEPAM que o alertou sobre os riscos, e principalmente sobre a questão dos metais pesados que estão muito presentes nesses resíduos. Como conclusão da matéria, o estudante cita que apresentou uma das soluções já existente, que é o “Sustentar”. “É um projeto, uma iniciativa daqui do Rio Grande do Sul, promovido pelo Governo do Estado, referência nesse procedimento”, sintetiza Vinicius.

Sobre as recentes premiações, o estudante fala que “os prêmios são bacanas, eles mostram que o teu trabalho está no caminho certo e que o conteúdo produzido é relevante e pode ser um agente transformador. A gente sabe que o bom jornalismo pode sim, contribuir para um mundo melhor”.

Vinícius destaca o apoio do professor Fabio Berti. “Ele foi o professor da disciplina que despertou meu interesse pelo Jornalismo Ambiental. Ele me deu o maior apoio”. Ele também, ressalta o trabalho da professora Valéria Deluca. “Ela abraçou a ideia esse ano e me abriu o espaço do Multiverso para produzir e publicar a reportagem. Ela meu deu todo apoio e incentivo quando eu cheguei com a pauta. Foi parte fundamental no desenvolvimento da reportagem, o resultado final passa muito por ela”, agradece ele.

A reportagem “Riscos, processos e alternativas para o lixo eletroeletrônico", você confere aqui.

 

registrado em: , ,