Você está aqui: Página Inicial / Pós-Graduação / Mestrados / Mestrado Acadêmico em Biociências e Reabilitação

Apresentação

Processo Seletivo | Avaliação Capes | Regulamento | Contrato

 

Inscreva-se já!

 

Há uma grande expectativa na sociedade de que as investigações em ciências biológicas, especialmente nas áreas básicas, possam ajudar a melhorar a qualidade da vida humana. Estima-se que, com novas descobertas e novas técnicas, possamos contribuir para uma maior eficiência no manejo das doenças crônico-degenerativas, facilitando as ações de reabilitação, e incorporar às ações integrais em saúde novas práticas de prevenção. O Programa de Pós-Graduação Acadêmico em Biociências e Reabilitação pretende contribuir para o progresso científico nessas duas grandes áreas do conhecimento humano, as Ciências Biológicas e as Ciências da Saúde, atraindo e impulsionando estudos em duas linhas de pesquisa: Biomarcadores associados à saúde: onde são analisador os indicadores biológicos bem como os mecanismos relacionados à prevenção, ao prognóstico e à terapêutica em saúde. Reabilitação e cuidados em saúde: no qual procura desenvolver metodologias que objetivem o conhecimento das alterações fisiológicas e comportamentais que afetam a saúde humana, visando à promoção e à reabilitação da saúde, individual e coletiva, bem como a sua humanização e integralidade.

Coordenação: Profª. Drª. Caroline Dani
Telefone: (51) 3316-1298
E-mail Institucional:


Objetivo do Programa                                                                                        

O Programa de Pós-Graduação em Biociências e Reabilitação pretende formar mestres/pesquisadores com um perfil multidisciplinar, habilitados a ensinar e a desenvolver projetos de pesquisa em suas duas grandes áreas (Biomarcadores associados à saúde e Reabilitação e cuidados em saúde), e que sejam igualmente capazes de aproximar e integrar conhecimentos em prevenção e clínica (com destaque especial ao estudo de cuidados e terapias de reabilitação) a conhecimentos em ciências biológicas (bioquímica, fisiologia, biologia celular e molecular, zoologia e ecologia, entre outras subáreas); exercer atividades de pesquisa e de docência em instituições de ensino superior, particularmente comprometidos com a formação de multiplicadores; manter uma visão abrangente tanto sobre a sua área de atuação como sobre as áreas científicas correlacionadas; compreender e ter um espírito crítico em relação à produção científica na sua área de atuação.