Você está aqui: Página Inicial / Enfermagem / Notícias

Notícias

Notícias importantes - Eventos - Curso Enfermagem - IPA

Avaliação Institucional

Avaliação Institucional - Discentes e Docentes Período estendido até 22/05/2016

Curso de Enfermagem do IPA promove conscientização durante Outubro Rosa

Curso de Enfermagem do IPA promove conscientização durante Outubro Rosa

O Outubro Rosa tem como objetivo discutir a importância do diagnóstico precoce e do tratamento do Câncer de Mama. Ele marca a luta contra a doença ao redor de todo o mundo, estimulando a participação da sociedade, de entidades e empresas. O Câncer de Mama é o tipo mais comum da doença entre as mulheres, depois do Câncer de pele, chegando a um total de 25% dos casos novos a cada ano, de acordo com o Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva (INCA).

O INCA estima que 57.960 novos casos da doença serão registrados neste ano, por isso é importante alertar a todos a respeito dos fatores de risco, da prevenção e tratamentos da doença. Inclusive, os homens também precisam estar atentos, pois apesar de rara entre pacientes do sexo masculino, com cerca de 1% do total de casos, a doença se torna cada vez mais comum.

Fatores de risco e sintomas

Não é possível indicar uma causa única para o Câncer de Mama, mas existem diversos fatores que estão ligados ao risco de desenvolver a doença. Ela é mais comum entre mulheres, principalmente a partir de 50 anos. Mas além disso, o INCA indica que existem fatores:

Endócrinos - Como idade da primeira menstruação menor que 12 anos; menopausa tardia, depois dos 55 anos; primeira gravidez após os 30; não ter tido filhos e uso de contraceptivos orais e de reposição hormonal, principalmente por tempo prolongado.

Comportamentais ou do ambiente - Ingestão de bebida alcoólica; tabagismo; sobrepeso e obesidade após a menopausa e exposição à radiação ionizante, presente na radioterapia e em exames de imagem como raios X, mamografia e tomografia computadorizada.

Genéticos/hereditários - Presença de mutações em determinados genes transmitidos na família, especialmente BRCA1 e BRCA2. Mulheres com histórico de casos de câncer de mama em familiares consanguíneos, sobretudo em idade jovem; de câncer de ovário ou de câncer de mama em homem, podem ter predisposição genética e são consideradas de risco elevado para a doença.

Durante o autoexame, a paciente deve ficar atenta também a alguns sintomas como: nódulos; inchaço em parte da mama; caroços, inclusive nas axilas; descarga papilar (saída de secreção líquida, sanguinolenta ou transparente); retração da pele da mama; dor, descamação ou inversão do mamilo; vermelhidão; tecido da mama com aparência “casca de laranja”.

Diagnóstico precoce e tratamento interdisciplinar

O Curso de Enfermagem do Centro Universitário Metodista – IPA realizou no último dia 11 um evento para discutir o assunto e conscientizar a comunidade. A mesa-redonda coordenada pela professora Cibeli de Souza Prates, discutiu o Cuidado Interdisciplinar no Tratamento do Câncer de Mama. Com a presença de profissionais como Nutricionista, Enfermeira, Mastologista, Fisioterapeuta e Psicóloga, a mesa ressaltou a necessidade do diagnóstico precoce que oferece chances altíssimas de cura ao paciente, de até 95%.

“A região Sul do Brasil é a que possui maior índice de Câncer de Mama (74,30/100mil), conforme a Estimativa de Câncer do INCA de 2016. Por isso, temos que sensibilizar as mulheres sobre a importância da detecção precoce desta doença e sobre os fatores de risco pelo qual podemos intervir através de hábitos saudáveis”, declara Cibeli.

Segundo a professora, a interdisciplinaridade é fundamental para que as pacientes recebam um tratamento adequado, completo e que atenda a todas suas necessidades. Os profissionais da saúde devem enxergar a mulher de forma holística e os cuidados devem vir desde auxiliar a paciente a lidar com as emoções de adoecer, até uma alimentação balanceada para o tratamento do câncer e atividades de retorno à vida diária.

“A mulher que vivenciou o câncer de mama certamente passa a valorizar mais sua vida, e as pequenas coisas que antes lhe incomodavam deixam de ter um valor significativo. Então, ela buscará estar mais próxima da sua família, viverá mais intensamente cada dia, sempre buscando coisas que lhe tragam felicidade. Desta forma, irá melhorar sua qualidade de vida. Os grupos de apoio, de dança, de teatro, voluntariado, etc., contribuem muito para este retorno à vida diária e lhes trazem motivação”, comenta a docente.

A professora Cristine Kasmirscki também ressalta a importância das atividades físicas, da aproximação da família e de leituras como maneiras de auxiliar as pacientes. “Frente ao diagnóstico de câncer de mama, a mulher vive momentos de imensa angústia, medo, tristeza e ansiedade. Com o apoio da equipe multidisciplinar, os profissionais ajudam a paciente a identificar as necessidades para adaptação à sua doença avaliando os impactos físicos, psicológicos e psicossociais”, relata.

Cristine completa: “por se tratar de uma doença complexa, a interdisciplinaridade deve estar presente tanto na prevenção, detecção precoce, diagnóstico e no tratamento. A assistência deve estar centrada no paciente, traçando planos de ações em conjunto, garantindo ao paciente uma atenção integral”.

Participação dos alunos

Alunos do curso de Enfermagem apresentaram seus trabalhos relacionadas ao tema, desenvolvidos na disciplina de Saúde do Homem e da Mulher. Entre eles estava o trabalho Diagnósticos de enfermagem em pós-operatório de mastectomia: uma revisão da literatura, considerado destaque pelos professores.

Juarez Ramos de Oliveira Junior, de 27 anos, é aluno do 6° semestre de Enfermagem e conta que realizar a pesquisa foi um processo muito enriquecedor. “O estudo surgiu da necessidade de apontar o que se tem sobre os principais diagnósticos de enfermagem utilizados nesse perfil de pacientes. Sabendo que o cuidado de enfermagem se faz através de um processo sistemático, é preciso identificar os problemas desta mulher que foi submetida a mastectomia para que se possa desenvolver e aplicar cuidados de enfermagem baseados em evidências”, esclarece.

Além de apresentarem seus trabalhos, os estudantes ajudaram na organização e realizaram a distribuição de um folder explicativo sobre a prevenção, tratamento e fatores de risco sobre o Câncer de Mama, elaborado pelo curso de Enfermagem.

Próximo evento

No dia 27 de outubro, o IPA promove o encontro “Outubro Rosa – Unidade IPA DC Navegantes”. A abertura do evento será às 19h, com a participação da Pastoral, Reitoria e representantes da Coordenação da Unidade DC logo após haverá uma palestra sobre “Saúde e Proteção da Mulher Vítima de Violência” ministrada por Ana Lúcia de Leão Dagord.

Na programação ainda consta um momento de Reflexão sobre o Câncer de Mama com a professora Cibeli Prates, e o encerramento com o Sarau Cultural. O Outubro Rosa é um movimento comemorado em todo o mundo. O nome remete a cor do laço rosa que simboliza, mundialmente, a luta contra o Câncer de Mama e estimula a participação da população, empresas e entidades. Todas as ações realizadas por empresas e instituições são direcionadas a conscientização da prevenção pelo diagnóstico precoce.

Enfermagem promove 9ª edição do curso "Conversando sobre a morte e os cuidados paliativos"

Enfermagem promove 9ª edição do curso "Conversando sobre a morte e os cuidados paliativos"

A graduação em Enfermagem do Centro Universitário Metodista - IPA está com inscrições abertas para a 9ª edição do curso "Conversando sobre a morte e os cuidados paliativos". A capacitação gratuita é destinada aos alunos e professores do IPA e estudantes do PRIMURGE (Programa de Residência Integrada Multiprofissional em Saúde com Ênfase em Urgência e Emergência).

A proposta é ponderar sobre a finitude do ser humano a fim de prestar cuidado interdisciplinar de qualidade ao doente terminal e sua família, de forma ética e reflexiva. O curso será realizado em dez encontros, de 27 de março a 12 de junho de 2018, e recebe inscrições até 26 de março. Somente serão disponibilizadas 25 vagas e os alunos receberão certificados ao fim da capacitação. 

Módulo 1:

- A morte e o morrer: conceitos, aspectos históricos e culturais;
- Princípios e Filosofia dos Cuidados Paliativos;
- Aspectos Éticos e Bioéticos dos Cuidados Paliativos;
- A comunicação em Cuidados paliativos;
- Espiritualidade e Cuidados Paliativos;
- Processo de luto.



9ª edição do curso "Conversando sobre a morte e os cuidados paliativos"
Data:
27 de março a 12 de junho de 2018, às terças-feiras
Horário:
das 16h30 às 18h30
Local: Sala C112 - Unidade Central - IPA
Inscrição: Enviar e-mail para  até 26 de março de 2018

Docente de Enfermagem do IPA participa de evento internacional

Docente de Enfermagem do IPA participa de evento internacional

A professora Me. Miriam Buógo, do curso de Enfermagem do Centro Universitário Metodista IPA, participou do 1º Congresso Internacional de Práticas Integrativas e Complementares e Saúde Pública e o Congresso Internacional de Ayurveda, promovidos pelo Ministério da Saúde, entre 12 e 15 de março no Rio de Janeiro.

Durante o congresso, foram incorporadas mais dez novas práticas integrativas (Apiterapia, Aromaterapia, Constelação Familiar, Cromoterapia, Geoterapia, Bioenergética, Hipnoterapia, Imposição de mãos, Ozonoterapia e Terapia Floral), totalizando 29 terapias oferecidas aos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS).

O encontro proporcionou discussões sobre a importância dessas práticas na prevenção e promoção da saúde da população. Nesse sentido, o curso de Enfermagem do IPA é inovador, desde 2007 tem em seu currículo uma disciplina/Projeto interdisciplinar que aborda as terapias integrativas e capacita os futuros enfermeiros .

Os trabalhos apresentados pelo curso de Enfermagem do IPA no evento foram: "Contribuições da aplicação do modelo de cuidado espiritual reza para a prática do cuidado espiritual durante a formação em enfermagem", monografia de Joyce Adria Pizarro Silveira Gutt, orientada pela professora Me. Miriam Buógo e, "O portfólio como estratégia de ensino e aprendizagem das terapias integrativas" das professoras Miriam Buógo e Karina Amadori Stroschein Normann.

Matéria produzida por: Natália Zeni (acadêmica curso de enfermagem 9º semestre) e Miriam Buógo (professora Curso de Enfermagem)

Oficinas de Enfermagem têm início em março

Confira cronograma do primeiro semestre de 2018
Oficinas de Enfermagem têm início em março

As Oficinas de Enfermagem do Centro Universitário Metodista IPA do primeiro semestre de 2018 começam em março. As atividades complementam o conhecimento adquirido em sala de aula com capacitações sobre passagem de sondas, exames laboratoriais, curativos, entre outros temas, e valem como atividades complementares. 

Confira o cronograma de Oficinas do primeiro semestre de 2018, clicando aqui.

Mais informações:

Docente: Elemara Frantz
Horário: Manhã (das 10h30 às 12h30) e Tarde (das 14h às 16h)
Contato: 3316.1100 R: 1388
Horas Complementares

Curso de Enfermagem realiza VI Mostra de Pesquisa

Confira o cronograma completo de atividades


No dia 14 de maio, das 9h às 18h30, será realizada a VI Mostra de Pesquisa do Curso de Enfermagem do Centro Universitário Metodista - IPA. Promovido semestralmente, o evento reúne apresentações dos alunos do 8º semestre sobre seus trabalhos de pesquisa para uma banca de qualificação dos projetos, como pré-requisito ao trabalho final de curso.

O evento é aberto a alunos do IPA e os ouvintes receberão certificado de horas complementares em pesquisa. Os projetos serão apresentados pela manhã e à tarde serão ofertadas oficinas de formação para docentes e discentes.

Confira o cronograma completo de atividades.

VI Mostra de Pesquisa do Curso de Enfermagem
Data: 14 de maio de 2018
Horário: das 9h às 18h30
Local: Prédio A da Unidade Central do IPA

Laboratório de Enfermagem passa por transformações que modernizam e melhoram a qualidade do ensino

Novo espaço está localizado no prédio G da sede, próximo ao ginásio de esportes
Laboratório de Enfermagem passa por transformações que modernizam e melhoram a qualidade do ensino


Começou, no início deste semestre, o remodelamento do Laboratório de Enfermagem
do Centro Universitário Metodista - IPA.

A proposta é que o espaço seja dedicado ao desenvolvimento de habilidades e competências para o estudante de Enfermagem, atuando no suporte ao processo de ensino-aprendizagem teórico-prático, empenhado por docentes e discentes do curso.

Sob a nova coordenação do prof. Daniel Labernarde, o laboratório está passando por processos de transformação que visam melhorar o acesso às práticas da profissão. A primeira modificação foi aproximar o espaço físico aos locais das aulas teóricas, facilitando o acesso ao laboratório.

Alunos interessados em agendar monitoria devem entrar em contato com a monitora Milena pelo telefone: 51 3316-1388.

Reportagem e fotos: Viviane Couto; Jéssica de Conti (acadêmicas do 10º semestre do Curso de Enfermagem) e Daniel Labernarde (docente do Curso de Enfermagem).

Laboratório de Enfermagem

Participe da 10ª edição do curso "Conversando sobre a morte e os cuidados paliativos"

Participe da 10ª edição do curso "Conversando sobre a morte e os cuidados paliativos"

A graduação em Enfermagem do Centro Universitário Metodista – IPA realizará a 10ª edição do curso “Conversando sobre a morte e os cuidados paliativos” entre 22 de agosto e 6 de novembro.

A formação tem como objetivo refletir sobre a finitude do ser humano a fim de prestar cuidado interdisciplinar de qualidade à pessoa em cuidados paliativos e sua família de forma ética e reflexiva.

O curso é destinado a alunos e professores do IPA e estudantes da Residência Integrada Multiprofissional em Urgência e Emergência (PRIMURGE). Os encontros serão realizados às quartas-feiras das 14h às 16h.

Conversando sobre a morte e os cuidados paliativos
Horário: das 14h às 16h
Local: Sala C112 (Campus Central)
Inscrições: de 13 a 21 de agosto de 2018 (25 vagas)
Enviar e-mail para:

Participe das Oficinas de Enfermagem

Cronograma do segundo semestre já está disponível
Participe das Oficinas de Enfermagem


O curso de Enfermagem do Centro Universitário Metodista - IPA dará início às Oficinas de Enfermagem do segundo semestre de 2018 no dia 17 de setembro. 

As Oficinas complementam o conhecimento adquirido em sala de aula com capacitações sobre passagem de sondas, exames laboratoriais, curativos, entre outros temas, e valem como atividades complementares.

Docente: Elemara Frantz
Horário: Manhã (10h30 às12h30) e Tarde (14 às 16h) 
Contato: 3316.1100 R: 1388
Local: Laboratório de Enfermagem Sala: H - 104 

 

 

 

 

 

 

Confira o cronograma completo:

Atividades x Setembro Setembro Outubro Outubro Novembro Novembro
Temporalidade Manhã Tarde Manhã Tarde Manhã Tarde
Oficinas 2018/2            
1)Passagem de sondas alimentação e drenagens; 17/09/2018 17/09/2018        
segunda segunda
10:30 às 12:30h 14 às 16h
2)Passagem de sondas para controle de diurese; 24/09/2018 24/09/2018        
segunda segunda
10:30 às 12:30h 14 às 16h
3) Exames Laboratoriais     01/10/2018 01/10/2018    
Gasometria; segunda segunda
  10:30 às 12:30h 14 às 16h
4) Curativo e Retirada de Cateteres Central      08/10/2018 08/10/2018    
segunda segunda
10:30 às 12:30h 14 às 16h
5) Punção de Cateter Totalmente Implantado      22/10/2018 22/10/2018    
(Portcath) segunda segunda
  10:30 às 12:30h 14 às 16h
      29/10/2018 29/10/2018    
6) Cuidados de Enfermagem com Aspiração de VAS,TOT e Traquesotomia. segunda segunda
  10:30 às 12:30h 14 às 16h
7) Cuidados Enfermagem com Drenagem Torácica         05/11/2018 05/11/2018
segunda segunda
10:30 às 12:30h 14 às 16h
8) Cuidados de enfermagem com Pressão Arterial Média (PAM)         12/11/2018 12/11/2018
segunda segunda
10:30 às 12:30h 14 às 16h
9) Cuidados de enfermagem com Pressão Venosa Central (PVC)          19/11/2018 19/11/2018
segunda segunda
10:30 às 12:30h 14 às 16h
          26/11/2018 26/11/2018
10) Reanimação Cardiopulmonar em adultos e crianças; segunda segunda
  10:30 às 12:30h 14 às 16h